quinta-feira, 28 de junho de 2012

Presidente da Caixa descarta hipótese de crise no mercado imobiliário

Durante a abertura do 84º Encontro Nacional da Indústria da Construção (Enic), o presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Jorge Fontes Hereda, rechaçou a hipótese de que o mercado imobiliário esteja vivenciando uma crise e reiterou que o banco contratará cerca de R$ 100 bilhões em financiamento imobiliário neste ano. Em 2011, a quantia repassada foi de R$ 80 bilhões. "Na semana passada, a Caixa atingiu a marca de R$ 42 bilhões de crédito no ano, 30% a mais do que fez no ano passado no mesmo período. Esse será o melhor ano do crédito imobiliário", discursou Hereda.
O presidente comentou a redução da velocidade de vendas dos imóveis, mas disse que continua otimista, pois a atual realidade lhe permite afirmar que não há crise. "Estamos crescendo pouco menos de 50% e 60% que se crescia antes, porém, não conheço nenhum lugar no mundo que sustente crescimento nesse patamar", disse. "Crescer em torno de 35% ou 40% já é algo muito positivo."
No início do mês, a Caixa anunciou a ampliação dos prazos de pagamento do crédito habitacional de 30 para 35 anos e a redução dos juros para financiamento com recursos da caderneta de poupança. A nova taxa para imóveis financiados pelo Sistema Financeiro da Habitação (SFH) é de 8,85%. Para clientes da Caixa, a taxa chega a 7,8%. Fora do sistema, o valor passa a ser de 9,9% para clientes em geral e 8,9% para os que possuem relacionamento com o banco.

Publicado por Piniweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário